Mercado de Boi Gordo

28 Ago 2020

Boi supera R$230/arroba no Brasil e deve seguir em patamar recorde até o fim do ano

A arroba do boi gordo superou a marca de 230 reais nesta semana, mesmo patamar alcançado em novembro de 2019.

A arroba do boi gordo superou a marca de 230 reais nesta semana, mesmo patamar alcançado em novembro de 2019, quando ávidas compras da China levaram a uma disparada nas exportações de carne e resultaram em valores históricos para o produto nacional.

Com uma redução na oferta de gado devido ao ciclo pecuário, queda na produção, firme demanda externa e câmbio favorável a exportações, a tendência é que as cotações do animal sigam em nível recorde, exigindo maior desembolso dos frigoríficos, conforme analistas.

O comportamento do consumo interno, ainda afetado pela pandemia do novo coronavírus, é o único fator que pode limitar o avanço da arroba no próximo bimestre. E, mesmo nesta hipótese, novembro e dezembro prometem recuperação com a tradicional demanda para festas somando-se à conjuntura altista.

O Indicador do Boi Gordo Cepea/B3 fechou em 234,25 reais por arroba nesta quinta-feira, avanço de 2,61% na variação mensal e 49,3% ante igual período do ano passado.

Nesta sexta-feira, a cotação bruta calculada pela Scot Consultoria indica arroba a 232 reais à vista na referência de São Paulo, para o mercado físico. Descontados os impostos, o valor a prazo bateu 230,50 reais por arroba.

Bovinos jovens (até 30 meses), cuja carne é apta para embarque à China, contam com um incremento de 3 reais por arroba para machos, mostram dados da consultoria.

ABATES VS EXPORTAÇÃO

Torres pontuou que a oferta de gado deve continuar comedida até o fim do ano, e este processo ainda pode se estender por 2021, devido ao ciclo pecuário. A estratégia de retenção de fêmeas, para elevar a produção de bezerros, tem contribuído para baixar o nível de abates do país.

Levantamento da consultoria Agrifatto mostra que 17,02 milhões de cabeças foram abatidas no Brasil entre janeiro e julho, queda de 9,5% ante o mesmo intervalo de 2019. Para 2020, a projeção indica recuo de 8% nos abates, para 36,77 milhões.

A produção de carne bovina, por sua vez, caiu 7,8% até julho para 4,32 milhões de toneladas. Em contrapartida, as exportações subiram 10,3% no período para 1,16 milhão de toneladas.

Somente no primeiro semestre, as importações chinesas de carne bovina do Brasil saltaram 148%, para 365.126 toneladas, e com isso o país asiático se tornou destino de 57% da proteína comercializada pelos brasileiros no período, conforme levantamento da associação do setor Abrafrigo.

O aumento no número de plantas habilitadas para exportar para a China, aprovado no segundo semestre de 2019, foi fundamental para estes resultados.

"Cerca de 75% dos frigoríficos brasileiros têm acesso a algum tipo de mercado externo. Então, apesar do mercado interno estar relativamente ruim, por conta da pandemia, eles conseguiram compensar (financeiramente) com negócios feitos a câmbio alto", disse a diretora executiva da Agrifatto, Lygia Pimentel.

Neste contexto, vale destacar que os três maiores frigoríficos do país --JBS, Marfrig Global Foods e Minerva Foods-- registraram lucros significativos nos balanços do segundo trimestre, na esteira de fatores como câmbio e demanda externa.

Desta forma, considerando que a indústria também está capitalizada, "tem espaço para a arroba continuar subindo sim", estimou a diretora da Agrifatto.

Fonte:
 Reuters

 

Mercado de Boi Gordo
Média diária exportada de carne bovina avança 10,75% na segunda semana de outubro

A média diária embarcada até a segunda semana ficou em 8,58 mil toneladas e teve um aumento de 10,75% se comparado com os dados observados em outubro do ano passado.
13 Out 2020
Carne bovina: Volume exportado alcança 94,3 mil toneladas na terceira semana de setembro
O volume embarcado alcançou 94,3 mil t de carne bovina até a 3ª semana de set/20, sendo que no ano passado o total exportado em todo mês de setembro foi de 138,2 mil toneladas.
21 Set 2020
Exportação de carne bovina segue com ritmo acelerado na segunda semana de setembro
Exportações de carne bovina in natura com bom desempenho, na qual a média diária embarcada ficou em 8,20 mil t. e teve um aumento de 24,61% se comparado c/ setembro do ano passado.
14 Set 2020
Desempenho exportador das carnes na primeira semana de setembro
09 Set 2020
O volume de carne de frango aumentou perto de 10%, o de carne bovina praticamente 25% e o de carne suína superou os 50%.
Carne bovina: Volume exportado atinge 163,2 mil toneladas em agosto
01 Set 2020
O volume total exportado de carne bovina in natura em agosto ficou em 163,2 mil toneladas, na qual é uma quantidade recorde exportada para o mês.
USDA: Produção de carne bovina no Brasil deve crescer 4% e de suína, 4,5% em 2021
27 Ago 2020
A produção brasileira de carne bovina deve atingir recorde de 10,51 milhões de toneladas em 2021, prevê o adido do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) em Brasília.
Exportação de carne suína supera em 27% volume e receita de agosto/19
24 Ago 2020
O faturamento nos primeiros 15 dias úteis de agosto com as exportações de carne suína foi de US$ 139.435.367, cerca de 27,78% a mais que a receita com em agosto de 2019.
Média diária exportada de carne bovina in natura registra alta de 43,50% na 1ª semana de agosto.
10 Ago 2020
O volume embarcado alcançou 44,06 mil toneladas de carne bovina na 1ª semana de agosto, sendo que no ano passado o total exportado ficou em 135,1 mil toneladas.
Boi: Contratos futuros terminam a semana com desvalorizações na Bolsa Brasileira
07 Ago 2020
Em dia de realização de lucros, os contratos futuros para o boi gordo finalizaram a sessão desta sexta-feira (07) com desvalorizações na B3.
Exportações totais de carne bovina crescem e se aproximam das 200 mil toneladas/mês
07 Ago 2020
O mercado chinês é o grande responsável por este crescimento, mantendo seu apetite mês a mês: em junho, compraram 77.200 t. e em julho as aquisições subiram para 115.186 t.
www.investbras.com.br
Contato
Fone: (34) 3832-0300
Rua Cesário Alvim, 1342 – 2º Piso, Sala 3
Centro - Patrocínio-MG
CEP 38740-040
Notícias sobre:
Investbras
Agente Autônomo de Investimentos

Ouvidoria Terra Investimentos
0800 940 0406