Mercado de Boi Gordo

07 Jul 2020

Exportação de carne suína do Brasil avança 37% no 1º semestre puxada pela China

Em comparação com igual período do ano anterior, atingindo 479,4 mil toneladas, em meio à firme demanda asiática, disse ABPA nesta terça-feira.

SÃO PAULO - As exportações de carne suína do Brasil avançaram 37% no primeiro semestre de 2020 em comparação com igual período do ano anterior, atingindo 479,4 mil toneladas, em meio à firme demanda asiática, disse a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) nesta terça-feira.

Os embarques, considerando produtos in natura e processados, geraram receita de 1,076 bilhão de dólares no período, alta de 52,5% ante 2019, acrescentou a ABPA.

Segundo comunicado da entidade, as vendas para a Ásia tiveram crescimento de 83,1% nos seis primeiros meses do ano, a 374,5 mil toneladas -- ou cerca de 78% do total embarcado.

Principal destino da proteína brasileira, a China importou 230,7 mil toneladas do produto no primeiro semestre, avanço de 150,2% no ano a ano. O movimento é similar ao verificado nas aquisições de carne bovina do Brasil pelo país asiático, que saltaram 148% no período, segundo dados da Abrafrigo.

Os números da ABPA sobre a China não incluem as exportações para Hong Kong, que no primeiro semestre importou 92,9 mil toneladas de carne suína, alta de 18,6% no ano a ano, o que faz do território o segundo maior cliente do Brasil.

"Os impactos gerados na Ásia pela peste suína africana desde 2018 continuam a ditar o ritmo das importações da região", disse em nota o presidente da ABPA, Francisco Turra, mencionando a doença que dizimou metade da criação de porcos da China, a maior do mundo, impulsionando as aquisições de proteínas pelo país no mercado externo.

Considerando apenas junho, foram exportadas 96,1 mil toneladas de carne suína, alta de 50,4% na comparação anual, com receita de 198 milhões de dólares, 43,4% superior à de junho de 2019.

 

FRANGO

Ainda segundo a ABPA, as exportações de carne de frango do Brasil tiveram variação positiva mais tímida no primeiro semestre de 2020, de 1,7% na comparação anual, com embarques de 2,106 milhões de toneladas entre janeiro e junho.

A receita somou 3,144 bilhões de dólares no período, queda de 8,8% frente aos seis primeiros meses do ano passado.

Em junho, as exportações foram 12,4% inferiores às de igual período de 2019, atingindo 341,9 mil toneladas, enquanto a receita somou 446,5 milhões, recuo de 30,95%. A ABPA não divulgou mais detalhes sobre a retração nos resultados do mês passado.

A entidade destacou que a China também continua como principal cliente do Brasil no mercado da proteína de frango, importando 346,3 mil toneladas no primeiro semestre, alta de 32%.

O diretor-executivo da associação, Ricardo Santin, afirmou em nota que o setor teve médias mensais superiores às realizadas no primeiro semestre de 2019, acrescentando que vendas para países da África e do Oriente Médio também ajudaram a dar sustentabilidade à indústria.

Fonte:
Reuters

 

Mercado de Boi Gordo
Média diária exportada de carne bovina in natura registra alta de 43,50% na 1ª semana de agosto.

O volume embarcado alcançou 44,06 mil toneladas de carne bovina na 1ª semana de agosto, sendo que no ano passado o total exportado ficou em 135,1 mil toneladas.
10 Ago 2020
Boi: Contratos futuros terminam a semana com desvalorizações na Bolsa Brasileira
Em dia de realização de lucros, os contratos futuros para o boi gordo finalizaram a sessão desta sexta-feira (07) com desvalorizações na B3.
07 Ago 2020
Exportações totais de carne bovina crescem e se aproximam das 200 mil toneladas/mês
O mercado chinês é o grande responsável por este crescimento, mantendo seu apetite mês a mês: em junho, compraram 77.200 t. e em julho as aquisições subiram para 115.186 t.
07 Ago 2020
Com a demanda chinesa aquecida, arroba do boi registra aumento no Mato Grosso do Sul
04 Ago 2020
A cotação do boi gordo registrou um aumento de 44,92% e 46,93% de alta na arroba da vaca, quando comparado ao igual período de 2019.
Boi: Cotações futuras finalizam a sessão desta 2ª com ligeiros ganhos na B3
03 Ago 2020
As referências futuras para o boi gordo finalizaram a sessão desta segunda-feira (03) com valorizações na Bolsa Brasileira (B3)
Volume exportado de carne bovina in natura atinge 169,2 mil toneladas em julho
03 Ago 2020
A média diária exportada de carne bovina in natura ficou em 7,3 mil toneladas e teve um aumento de 27,07% se comparado com o ano anterior.
Boi: Mercado físico registra poucos negócios diante da dificuldade de originar animais terminados
31 Jul 2020
Os contratos futuros para o boi gordo finalizaram a sessão com valorizações na B3. O vencimento Julho/20 encerrou cotado a R$ 225,30/@ com um ganho de 0,36%
Exportações de carne suína batem recorde para um mês de julho, superando em 24,55% em 2019
27 Jul 2020
A exportação de carne suína brasileira está perto de bater novamente o recorde atingido em maio, com chance de chegar às 90 mil de toneladas.
Com a demanda chinesa aquecida, média diária exportada de carne bovina avança 11% em uma semana
20 Jul 2020
A terceira semana de julho teve bom desempenho de exportações de carne bovina in natura, na qual foi embarcado cerca de 95,3 mil toneladas.
Em 13 dias úteis, exportação de carne suína chega a 79% da receita e 86% do volume de julho/19
20 Jul 2020
Passados 13 dias úteis de julho, as exportações de carne suína brasileira dão sinais de que podem chegar às 90 mil toneladas embarcadas até o fim do mês.
www.investbras.com.br
Contato
Fone: (34) 3832-0300
Rua Cesário Alvim, 1342 – 2º Piso, Sala 3
Centro - Patrocínio-MG
CEP 38740-040
Notícias sobre:
Investbras
Agente Autônomo de Investimentos

Ouvidoria Terra Investimentos
0800 940 0406