Macroeconomia

18 Mai 2020

Ibovespa tem maior alta em 6 semanas apoiado em noticiário sobre pandemia

Ibov fechou esta segunda-feira acima de 81 mil pontos pela primeira vez no mês, em meio a noticiário mais favorável ligado à Covid-19.

SÃO PAULO - O principal índice da bolsa paulista fechou esta segunda-feira acima de 81 mil pontos pela primeira vez no mês, em meio a noticiário mais favorável ligado à Covid-19, particularmente sinais encorajadores de potencial vacina, além de perspectivas de mais estímulos e reabertura de economias.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 4,69%, a 81.194,29 pontos, maior alta percentual diária desde 6 de abril. Foi também o primeiro pregão do mês em que o Ibovespa fechou acima dos 81 mil pontos.

O volume financeiro somou 34,29 bilhões de reais, em sessão marcada pelo vencimento de opções sobre ações.

Nos Estados Unidos, a Moderna Inc (NASDAQ:MRNA) informou que sua vacina experimental contra Covid-19 mostrou potencial em um estudo de inicial, produziu anticorpos neutralizadores do vírus similares aos observados em pacientes recuperados.

Para muitos agentes financeiros, a descoberta de um medicamento ou de uma vacina contra o coronavírus representaria um ponto de inflexão para a crise, o que explica a forte reação positiva nos mercados.

A continuidade do processo de reabertura das atividades em países que sofreram fortemente com a pandemia de coronavírus, como Espanha, Itália e EUA, também alimentou apostas mais positivas em relação à retomada da atividade, embora o FMI tenha alertado que uma recuperação global não ocorra até 2021.

Em Wall Street, o S&P 500 avançou 3,15%, em dia marcado pela alta do petróleo e o minério de ferro na China.

A euforia externa ajudou a ofuscar o ambiente político nacional, que na visão da equipe do BTG Pactual (SA:BPAC11), permanece conturbado, com vários focos de instabilidade, o que, além do problema do crescimento da pandemia, "deve assegurar um quadro bastante volátil para os ativos".

DESTAQUES

- AZUL PN (SA:AZUL4) e GOL (SA:GOLL4) PN dispararam 29,87% e 14,46%, encontrando respaldo na queda de 2% do dólar, além das perspectivas de reabertura de economias. Na sexta-feira, o presidente do BNDES, Gustavo Montezano, afirmou que as três principais aéreas no país aceitaram as condições financeiras da operação de socorro de bancos para o setor.

- CVC (SA:CVCB3) BRASIL ON saltou 19,24%, também beneficiada pelo cenário mais favorável com o relaxamento nas medidas de confinamento em vários países, que têm prejudicado a operadora de turismo, além da queda do dólar.

- PETROBRAS PN (SA:PETR4) e PETROBRAS ON (SA:PETR3) avançaram 8,1% e 9,72%, respectivamente, na esteira do salto dos preços do petróleo. A empresa anunciou que elevará o preço médio do óleo diesel nas refinarias em 8% a partir de terça-feira, primeira alta aplicada pela empresa neste ano.

- VALE ON (SA:VALE3) valorizou-se 6,68%, após os futuros do minério de ferro na China terem a maior alta diária em 10 meses. A Vale também informou que retomou as operações de carregamento em seu centro na Malásia.

- ITAÚ UNIBANCO PN e BRADESCO PN (SA:BBDC4) avançaram 4,81% e 5,26%, respectivamente, embalados pela melhora no apetite a risco, enquanto investidores seguem acompanhando medidas contra os efeitos econômicos do coronavírus.

 

- MARFRIG ON (SA:MRFG3) perdeu 6,62% antes do balanço do primeiro trimestre, após o fechamento da bolsa, em sessão de perdas para o setor de proteínas, em meio à queda do dólar ante o real. JBS ON (SA:JBSS3) caiu 6,6%, após fechamento de unidade da Seara em Ipumirim (SC), que teve funcionários infectados pelo coronavírus. A empresa disse que irá recorrer. MINERVA ON (SA:BEEF3) cedeu 9,94%.

- SUZANO (SA:SUZB3) ON recuou 8,55%, em movimento também determinado pela taxa de câmbio. KLABIN UNIT (SA:KLBN11) fechou em baixa de 7,96%.

Fonte: Investing

Macroeconomia
Dólar fecha abaixo de R$ 5 com exterior positivo após dados nos EUA

Mercado de câmbio voltou a ser dominado por uma onda de venda, que coroou uma semana de forte queda para a moeda dos EUA em meio à disparada da demanda global por risco em meio a um crescente otimis
05 Jun 2020
Tempo: Fim de semana tem previsão de muita chuva para região sul do país
A aproximação de uma frente fria ganha força, aumentando os volumes e uma massa de ar frio deve entrar em atuação no domingo (7) a noite, derrubando as temperaturas em todo o sul do país.
05 Jun 2020
Opep+ vai se reunir sábado para discutir extensão de cortes de produção
Além de discutir sobre cortes na produção de petróleo e aprovar uma nova abordagem que visa forçar os retardatários, como Iraque e Nigéria, a cumprir melhor os limites existentes.
05 Jun 2020
Dólar fecha na mínima em 10 semanas em novo dia positivo no exterior
03 Jun 2020
Dólar voltou a registrar forte queda nesta 4ª feira, a nona em 11 sessões, com o real mais uma vez na dianteira de ganhos nos mercados globais de câmbio; DOL -0,2085 5,0510.
Dólar recua 3,25%, maior desvalorização em dois anos com otimismo externo
02 Jun 2020
Dólar chegou a cair mais de 3% contra o real nesta sessão, em meio a otimismo global em relação a uma recuperação econômica, ainda em meio a tensões políticas no Brasil e nos EUA; DOL -0,1740
Exportações para a Ásia cresceram 27,7% em maio; para a China, alta foi de 35,2%
02 Jun 2020
Em meio à pandemia do coronavírus, as vendas de produtos agrícolas, especialmente para os asiáticos, evitaram uma queda maior nas exportações no mês passado, que recuaram 4,5%.
BC atua, mas dólar fecha em alta com mercado avaliando incertezas domésticas
01 Jun 2020
Dólar começou junho em firme alta ante o real, que teve o pior desempenho entre as principais moedas na 1ª sessão do mês, conforme as operações domésticas reagiram a um noticiário ainda visto
Dólar fecha em queda após fala de Trump
29 Mai 2020
O dólar teve altos e baixos ao longo desta sexta-feira, mas acabou fechando em queda ante o real e acumulando em maio a primeira desvalorização mensal de 2020.
Ibovespa fecha em leve queda, mas sobe em maio com aposta sobre retomada após Covid-19
29 Mai 2020
O Ibovespa fechou em leve queda, mostrando volatilidade na 2ª etapa do pregão, mas terminou a semana e o mês no azul com apostas otimistas sobre a retomada das economias.
Ibovespa recua com atritos EUA-China e tensão política respaldando realização de lucros
28 Mai 2020
IBOV teve uma sessão de realização de lucros, com o aumento dos atritos entre China e Estados Unidos e o conflito institucional no Brasil envolvendo governo.
www.investbras.com.br
Contato
Fone: (34) 3832-0300
Rua Cesário Alvim, 1342 – 2º Piso, Sala 3
Centro - Patrocínio-MG
CEP 38740-040
Notícias sobre:
Investbras
Agente Autônomo de Investimentos

Ouvidoria Terra Investimentos
0800 940 0406