Mercado de Cafe

06 Abr 2020

Café fecha pregão com valorização: dólar e clima sustentam preços em NY

O mercado futuro do café arábica encerrou a sessão com movimentações positivas para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). CAFÉ NY MAI/20 1,75 116,65

O mercado futuro do café arábica encerrou a sessão desta segunda-feira (6) com movimentações positivas para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). 

Maio/20 teve alta de 175 pontos, negociado por 116,65 cents/lbp, julho/20 subiu 140 pontos, valendo 117,90 cents/lbp, setembro/20 teve alta de 135 pontos, negociado por 118,95 cents/lbp e dezembro/20 subiu 140 pontos, encerrando as negociações por 120,20 cents/lbp. 

Os contratos voltaram a subir após encerrar a última semana com quedas, mas ainda assim manter um cenário positivo para o setor cafeeiro. Os contratos futuros do arábica é uma das poucas commodities que ainda não foram impactadas de maneira severa pela pandemia do Covid-19. Apesar de baixas registradas, a falta de café de qualidade no mercado, incertezas com as embarcações e aumento de consumo doméstico da bebida, sustentam os preços em Nova York.

Na sessão desta segunda-feira, o dólar foi o responsável por manter os contratos em patamar positivo, após iniciar o pregão com baixas nos principais vencimentos.  O real subiu em relação ao dólar na segunda-feira, com sinais de que o Banco Central do Brasil pode estar perto de intervir nos mercados de câmbio em apoio ao real.

 

"O presidente do Banco Central do Brasil, Neto, alertou na segunda-feira que o banco central ficará de olho em qualquer tipo de disfuncionalidade no mercado que exija intervenção no mercado de moeda do banco central", destacou o site internacional Barchart em sua análise diária. Neste dia 6 de abril, o dólar encerrou com baixa de 0,64% e cotado por R$ 5,292 na venda.

Além do câmbio, as análises apontam que o clima nas regiões produtoras do Brasil também influenciaram nas altas desta segunda. "Um fator de alta para os preços do café é a forte chuva no Brasil que pode atrasar a colheita do café. A Somar Meteorologia divulgou na segunda-feira que as chuvas em Minas Gerais, a maior região produtora de café arábica do Brasil, mediam 35,2 mm na semana passada, ou 141% da média histórica", afirma. 

No Brasil, o mercado físico operou próximo da estabilidade, apesar de registrar movimentações em algumas das principais produtoras do país. 

O tipo 6 duro teve alta de 1,72% em Patrocínio/MG, negociado por R$ 590,00. Varginha/MG teve alta de 1,75%, negociado por R$ 580,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 590,00, assim como Poços de Caldas/MG que não registrou variações, mantendo o valor de R$ 580,00.

O tipo 4/5 teve alta de 0,85% em Poços de Caldas/MG, valendo R$ 595,00. Varginha/MG registrou alta de 1,72%, negociado por R$ 590,00. Franca/SP manteve a estabilidade por R$ 590,00. 

O tipo cereja descascado teve alta de 1,68%, em Varginha/MG, sendo negociado por R$ 605,00. Patrocínio/MG registrou valorização de 1,59%, negociado por R$ 640,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 635,00. 

Fonte:
Notícias Agrícolas

 

Mercado de Cafe
Em semana com pouca variação, café finaliza com valorização em Nova York

A queda do dólar durante esta sexta-feira (5) ajudou a dar suporte aos preços técnicos, porém positivos no exterior. Café NY JUL/20 +0,75 98,90.
05 Jun 2020
Café finaliza com baixas em NY motivado pela retomada alta do dólar
Café NY Julho/20 encerrou com queda de 95 pontos, valendo 98,15 cents/lbp. Na BM&F Set/20 café fecha em baixa de -1,15 a 108,35;
04 Jun 2020
Café: As cotações domésticas do café arábica oscilaram fortemente em maio
No começo do mês, os valores foram impulsionados especialmente pela oferta restrita e pela elevação do dólar.
04 Jun 2020
Café NY fecha em alta de 90 pts, com queda do dólar dando suporte aos preços
03 Jun 2020
A queda do dólar também ajudou a dar suporte aos preços no exterior. Números da produção da Colômbia também chamaram atenção do mercado neste pregão; Café NY Jul/20 +0,90 99,10.
Produção colombiana de café cresce 6% em maio e exportação recua 15% no mesmo mês
03 Jun 2020
Dados divulgados pela Federação Nacional de Cafeicultores da Colômbia indicaram que a produção de café na Colômbia no mês de maio foi de 1,2 mi/scs de 60 kg, um aumento de 6% a mais do que no
Preços do café caem em maio, enquanto a volatilidade diminui
03 Jun 2020
Indicador composto da OIC diminuiu 4,1%, para uma média de 104,45 cents/lb em maio de 2020. Em Abr/20 as exportações mundiais atingiram 10,82 mi/scs, 3,1% inferior às 11,17 mi/scs exportadas em ab
Café: arábica oscila com forma em maio
03 Jun 2020
Cotações domésticas do café arábica oscilaram com força ao longo de maio, movimentos de queda estiveram atrelados às desvalorizações internacionais e do dólar e ao início efetivo da colheit
Café tem dia sem grandes variações e queda do dólar dá suporte aos preços em NY
02 Jun 2020
Café arábica finalizou a sessão desta 3ª feira com poucas movimentações na Bolsa de Nova York (ICE Future US); NY Julho/20 -0,10 98,20.
Exportações de café solúvel do Brasil mantêm crescimento apesar da pandemia de COVID-19
02 Jun 2020
De janeiro a abril de 2020, o Brasil exportou café solúvel para 87 países, o que gerou o embarque equivalente a 1,329 mi/scs de 60kg, volume 7,3% superior às exportações do mesmo período do ano
Café NY inicia Junho com valorização, reagindo a estimativa de safra do USDA
01 Jun 2020
Futuro do café arábica começa o mês de junho com valorização na Bolsa de NY (ICE Future US), o curto, Jul/20, fechou a 200pts a 98,30 cents/lb, reagindo aos números do USDA de 67,9 mi/sacas pre
www.investbras.com.br
Contato
Fone: (34) 3832-0300
Rua Cesário Alvim, 1342 – 2º Piso, Sala 3
Centro - Patrocínio-MG
CEP 38740-040
Notícias sobre:
Investbras
Agente Autônomo de Investimentos

Ouvidoria Terra Investimentos
0800 940 0406