Mercado de Cafe

01 Ago 2022

Café sente o peso do financeiro e começa semana com 1,84% de queda em NY

Dia foi marcado em queda generalizada das commodities agrícolas, em mais uma sessão de pressão do financeiro. Em Londres, conilon manteve estabilidade; NY Set22 -4,00 213,20.

O mercado futuro do café arábica encerrou as negociações desta segunda-feira (1º) com desvalorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). O dia foi marcado em queda generalizada das commodities agrícolas, em mais uma sessão de pressão do financeiro. 

Setembro/22 teve baixa de 400 pontos, negociado por 213,20 cents/lbp, dezembro/22 teve queda de 380 pontos, valendo 210 cents/lbpo, março/23 teve queda de 345 pontos, cotado por 205,50 cents/lbp e maio/23 teve desvalorização de 355 pontos, valendo 202,60 cents/lbp. 

A baixa do dia foi puxada pela queda do petróleo, que chegou a recuar 5% durante o pregão. De acordo com análise da Investing, o petróleo recua após uma queda inesperada da atividade industrial chinesa, que gerou preocupações com a demanda na segunda maior economia do mundo.

"Os preços do café na segunda-feira sofreram pressão para baixo devido à preocupação com o crescimento econômico global mais fraco e a demanda por café, depois que os relatórios do PMI chinês mais fracos do que o esperado foram divulgados no fim de semana", acrescenta a análise do site internacional Barchart. 

Mesmo com a baixa do dia, o setor continua de olho nos estoques certificados da ICE, que continuam em constante queda, agora com 700.005 sacas. 

No Brasil, analistas afirmam que o cenário continua sendo de fundamentos sólidos para o café, mas a preocupação com uma possível recessão global preocupa e muito o setor, mantendo a volatilidade acentuada para o café. Operadores também seguem acompanhando a evolução da safra brasileira. 

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon encerrou o primeiro pregão pregão do mês com estabilidade. Setembro/22 teve alta de US$ 1 por tonelada, negociado por US$ 2031, novembro/22 encerrou negociação por US$ 2028, janeiro/23 teve alta de US$ 4 por tonelada, valendo US$ 2005 e março/23 teve valorização de US$ 7 por tonelada, valendo US$ 1988. 

No Brasil, o mercado físico acompanhou e encerrou com desvalorização nas principais praças de comercialização do país. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve queda de 2,29% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.280,00, Varginha/MG teve baixa de 2,27%, valendo R$ 1.290,00, Campos Gerais/MG teve queda de 1,82%, valendo R$ 1.345,00 e Franca/SP encerrou com baixa de 1,52%, valendo R$ 1.300,00. 

O tipo cereja descascado teve queda de 2,17% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.355,00, Poços de Caldas/MG teve baixa de 0,35%, valendo R$ 1.425,00, Varginha/MG registrou queda de 1,43%, valendo R$ 1.380,00 e Campos Gerais/MG registrou queda de 1,75%, cotado por R$ 1.405,00. 

Fonte:
 Notícias Agrícolas

 

Mercado de Cafe
Em semana marcada por queda nos estoques, exportação e clima no BR, café encerra com valorizaçã

O mercado futuro do café arábica encerrou a semana com valorização para os principais contratos na Bolsa de NY. CAFE NY DEZ/22 3,50 223,05
12 Ago 2022
Café tem suporte em preocupação com oferta e volta a operar no campo positivo
O mercado futuro do café arábica encerrou com valorização para os principais contratos no pregão na Bolsa de NY. CAFE NY DEZ/22 3,90 219,55
11 Ago 2022
Café tem mais um dia de alta e com preocupação com oferta global.
O mercado futuro do café arábica encerrou com avanço para os preços na Bolsa de Nova York (ICE Future US). CAFE NY DEZ/22 6,65 215,65
10 Ago 2022
Com suporte no clima do Brasil e monitorando nova baixa dos estoques, café inicia semana com alta
08 Ago 2022
Londres acompanhou, mas físico teve um dia marcado apenas por ajustes nas principais praças de comercialização; Café NY Set/22 +2,40 211,85.
Café tem mais uma semana de sobe e desce e encerra com 4,49% de baixa em NY
05 Ago 2022
A semana foi marcada por bastante instabilidade nos preços. Café NY Set/22 -985 209,45.
Honduras registra queda de 38% nas exportações de café em julho de 2022
05 Ago 2022
De acordo com o Instituto Hondurenho do Café (Ihcafe), o declínio é explicado pela queda na produção e por danos causados pela ferrugem.
Com preocupação com oferta restrita, café fecha com alta de mais de 2% em NY
04 Ago 2022
Com suporte na queda dos estoques certificados e também na baixa na produção da Colômbia, que divulgou que a produção no país vizinho teve queda de 22% no mês passado; NY SET22 +465 219,30.
Café mantém dia de recuperação e fecha com mais de 2% em NY nesta 4ª feira
03 Ago 2022
Com alta de hoje, o mercado se recupera dos últimos dois dias de baixa no exterior. Além dos fundamentos sólidos, o mercado aguarda pelo volume exportado pelo Brasil em julho. Café NY Set/22 +4,75
Café/Cepea: Receios econômicos e avanço da colheita pressionam valor do arábica em julho
03 Ago 2022
Cotações domésticas do arábica encerraram julho em queda. Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, fechou o dia 29 a R$1.300,89/sc de 60 kg, recuo de R$60,31 /sc (-4,4%) em relação a 30 de junh
Café com baixa de 330 pts em Nova York nesta terça-feira
02 Ago 2022
Café SET/22 fecha com baixa de 330 pts cotado a 209,90 em Nova York nesta terça-feira. Já na BM&F SET/22 fechou com baixa de 385 pts cotado a 253,10.
www.investbras.com.br
Contato
Fone: (34) 3832-0300
Rua Cesário Alvim, 1342 – 2º Piso, Sala 3
Centro - Patrocínio-MG
CEP 38740-040
Notícias sobre:
Investbras
Agente Autônomo de Investimentos

Ouvidoria Terra Investimentos
0800 940 0406