Mercado de Boi Gordo

06 Jul 2021

OCDE-FAO: produção mundial de carnes cresce pouco mais de 13% até o final da década

Novas projeções para a produção de carnes no final desta década (2030) sugerem expansão média de pouco mais de 1,2% a.a, o que deve levar a produção mundial a um volume próximo dos 384 mi/to

Divulgadas ontem (5), as novas projeções da OCDE-FAO para a produção de carnes no final desta década (2030) sugerem expansão média de pouco mais de 1,2% ao ano em relação à média registrada no triênio 2018/2020, o que deve levar a produção mundial a um volume próximo dos 384 milhões de toneladas, perto de 44 milhões de toneladas a mais (13,27%) que o estimado para o triênio final da década passada.

Essa projeção baseia-se na perspectiva de maior lucratividade das carnes – especialmente nos primeiros anos da década, à medida que, após Covid-19, os preços se recuperarem.

De maneira geral, os maiores índices de crescimento tendem a ocorrer nos países em desenvolvimento que, estima-se, responderão por mais de 80% do adicional previsto. Por outro lado, a produção de países da Ásia e do Pacífico volta a corresponder a 41% do total, recuperando-se da forte queda ocasionada pelos surtos de peste suína africana. No caso, quem puxa essa recuperação é a China, maior produtora de carne do mundo.

Um alerta, porém: a participação dos cinco maiores produtores mundiais de carnes (China, EUA, União Europeia, Brasil e Rússia) no total mundial tendem a uma redução gradual em relação ao nível mais recente, fato decorrente do aumento de produção em países emergentes.

Globalmente, as baixas taxas de juros facilitarão o desenvolvimento da produção animal. E os aumentos previstos não devem ficar restritos ao volume, devem influenciar também os sistemas de produção, o que significa expansão das integrações, sobretudo nas nações em desenvolvimento.

Embora aumentando em ritmo mais lento que anteriormente, a carne de aves continuará a ser o principal impulsionador do crescimento da produção de carnes. A melhor conversão alimentar (em relação a outros animais) aliada ao curto ciclo de produção permite que os produtores respondam mais rapidamente às mudanças de mercado. O curto ciclo também possibilita melhorias rápidas em genética, saúde animal e nutrição.

Graças, sobretudo, a ganhos de produtividade, a produção se expandirá rapidamente na China, Brasil e Estados Unidos. O incremento deve abranger também alguns países da União Europeia (como Hungria, Polônia e Romênia, onde os custos de produção são mais baixos), mas por conta de investimentos efetuados no setor.

Estima-se, ainda, que grandes aumentos na produção avícola ocorrerão, de forma geral, nos países asiáticos afetados pela peste suína africana. A explicação para isso é que a carência de carne suína forçou o consumidor a buscar outras opções. E isto, no médio prazo, irá beneficiar a carne de frango, criando um novo hábito de consumo.

Os países da OCDE correspondem a um bloco com 38 participantes – a maioria caracterizados como “desenvolvidos”, mas também alguns considerados até hoje “em desenvolvimento”. Como o Brasil continua sendo candidato a membro da OCDE, sua produção está inserida no total apontado para os países em desenvolvimento (2ª coluna).

Produção prevista para os BRICS, bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul: a produção dos cinco para 2030 corresponde a mais de 35% do total mundial para a carne de frango (graças, sobretudo, a China e Brasil), 52% da carne suína (graças à China) e quase 29% da carne bovina (graças ao Brasil).

FAvisite

 

Mercado de Boi Gordo
Boi/Cepea: Vendas aos EUA sobem mais de 100% no 1º semestre

O país, inclusive, já se configura como o 3º maior destino da proteína brasileira, atrás apenas da China e de Hong Kong, superando a posição que vinha sendo ocupada pelo Chile.
22 Jul 2021
Volume exportado de carne bovina pode atingir 160 mil toneladas até o final de julho/21
Nesta segunda-feira, a Camex reportou que o volume exportado de carne bovina fresca, refrigerada ou congelada atingiu 89,2 mil toneladas na terceira semana de julho/21.
19 Jul 2021
Volume de carnes exportadas no 1º semestre aumentou 5%; a receita cambial, perto de 10%
Os dados do MAPA junto à SECEX/ME apontam que no 1º semestre de 2021 o BR exportou pouco mais de 3,750 milhões de carnes, resultado que representou aumento de 5,3% sobre período de 2020.
16 Jul 2021
China irá comprar 13 mil toneladas de carne suína para reservas estatais em 14 de julho
09 Jul 2021
O planejador estatal da China disse que começariam a comprar carne suína para reservas estaduais pela 1ª vez desde 2019, após uma queda acentuada nos preços do suíno de janeiro a junho.
Boi/Cepea: Exportação completa três anos de volume mensal acima de 100 mil t
08 Jul 2021
Segundo Cepea, esse desempenho evidencia a consolidação desse novo patamar, que resulta em aumento de produtividade para conseguir suprir a demanda internacional e nacional.
Exportações totais de carne bovina encerram semestre com queda de 3,2%, diz Abrafrigo
06 Jul 2021
Com o registro de uma movimentação de 165.644 toneladas em junho e receita de US$ 837 milhões. Já as receitas, tiveram um aumento de 4,4% na mesma comparação.
Exportação de carne bovina em junho registra o melhor desempenho de 2021, com 140,3 mil toneladas
01 Jul 2021
O volume exportado em junho deste ano registrou um recuo de 7,64% frente ao total embarcado no mesmo período do ano passado.
Volume exportado de carne bovina registra avanço na 3ª semana de Junho/21
21 Jun 2021
Nesta segunda-feira(21), a Camex reportou que a média diária atingiu 7,5 mil t., isso representa uma alta de 3,76% frente a média do total exportado no mesmo período do ano passado.
Exportações brasileiras de carne bovina crescem 2,2% em faturamento no acumulado de 2021
08 Jun 2021
As exportações brasileiras de carne bovina apresentaram um aumento de 2,2% no faturamento entre janeiro e maio deste ano, somando US$ 3,2 bilhões em comparação com o mesmo período do ano passado
Desempenho exportador das carnes em maio de 2021
02 Jun 2021
Pela média diária exportada, os embarques de carne de frango recuaram 2%, os de carne suína 4% e os de carne bovina 22%.
www.investbras.com.br
Contato
Fone: (34) 3832-0300
Rua Cesário Alvim, 1342 – 2º Piso, Sala 3
Centro - Patrocínio-MG
CEP 38740-040
Notícias sobre:
Investbras
Agente Autônomo de Investimentos

Ouvidoria Terra Investimentos
0800 940 0406