Estatisticas

24 Jun 2019

Boletim Focus: Estimativa do mercado para expansão da economia cai para 0,87%

A projeção para a expansão do PIB desta vez foi reduzida de 0,93% para 0,87%. Essa foi a 17ª redução consecutiva.

A estimativa do mercado financeiro para o crescimento da economia segue em queda. É o que mostra o boletim Focus, resultado de pesquisa semanal a instituições financeiras, feita pelo Banco Central(BC) e divulgada às segundas-feiras, em Brasília.

A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país - desta vez foi reduzida de 0,93% para 0,87%. Essa foi a 17ª redução consecutiva.

A expectativa das instituições financeiras é que a economia tenha crescimento maior em 2020. A estimativa é de 2,20%, a mesma da semana passada. A previsão para 2021 e 2022 permanece em 2,50%.

Inflação

A estimativa de inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu de 3,84% para 3,82% este ano, na quarta redução seguida.

A meta de inflação de 2019, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é de 4,25%, com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%.

A projeção para 2020 caiu de 4% para 3,95%. A meta para o próximo ano é de 4%, com intervalo de tolerância 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Para 2021, o centro da meta é 3,75%, também com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual. O CMN ainda não definiu a meta de inflação para 2022. A previsão do mercado financeiro para a inflação em 2021 e 2022 permanece em 3,75%.

Taxa básica de juros

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, mantida em 6,5% ao ano, na última semana pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

Ao final de 2019, as instituições financeiras esperam que a Selic esteja em 5,75% ao ano, a mesma perspectiva da semana passada.

Para o fim de 2020, a expectativa para a taxa básica volte para 6,5% ao ano, e, no fim de 2021, chegue a 7,5% ao ano.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica.

Quando o Comitê de Política Monetária (Copom) aumenta a Selic, a finalidade é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Fonte: Agência Brasil
Estatisticas
Funcafé repassa R$ 5,49 bi aos agentes financeiros para aplicação nas linhas de crédito ao setor

O estado de Minas Gerais foi o que mais demandou recursos, seguido por São Paulo e Espírito Santo.
23 Jun 2022
PIB-Agro/Cepea: Custo alto pressiona, e PIB do agro recua no 1º tri de 2022
A queda, que foi registrada tanto no ramo agrícola quanto no pecuário, que esteve atrelada, em grande medida, à forte alta dos custos com insumos.
21 Jun 2022
Focus: Economistas veem inflação de 8,89% este ano, com Selic a 13,25%
Especialistas consultados pelo BC projetam uma inflação de 8,89% ao final deste ano e de 4,39% em 2023, com a taxa básica de juros respectivamente em 13,25% e 9,75%.
06 Jun 2022
Inflação menos pressionada nos EUA cria expectativa de alta menor de juro pelo Fed em SET22
27 Mai 2022
Evidências de que inflação nos EUA está esfriando não vão afastar as autoridades do Fed dos aumentos de 0,50 p.p nas taxas de juros planejados para as próximas reuniões em junho e julho.
Em reunião com o BC, economistas mostram cenários com crescimento, mas veem desaceleração à fre
23 Mai 2022
Maioria espera que o PIB fique entre 1% e 1,5% neste ano; poderá haver desaceleração em 2023. Quanto ao cenário inflacionário, maioria projeta IPCA entre 8% e 9% neste ano e uma inflação acima
Mercado piora estimativas para PIB e inflação, mas estabiliza números sobre câmbio após Bacen
18 Out 2021
Segundo boletim Focus desta 2ª feira, Mercado voltou a deteriorar as estimativas para o desempenho da economia brasileira em 2021 e 2022. Também tornou a elevar projeções de inflação para estes
Focus: projeção de câmbio 2020 segue em R$ 5,20 e é mantida em R$ 5,00 para 2021
29 Jun 2020
Mercado vê Selic a 2%, ante expectativa anterior de 2,25%. Também vê queda de 6,54% do PIB em 2020, ante a 6,00% anterior.
Focus: projeção de IPCA 2020 passa de 1,60% para 1,61% e segue em 3,00% para 2021
22 Jun 2020
Mercado interrompe queda na estimativa do PIB para 2020, estimativa agora é uma queda de 6,50% do PIB em 2020, contra 6,51% da semana passada. Dólar estimativa de 2020 foram mantidas R$ 5,20.
Focus: Contração da economia brasileira é esperada em 6,51% este ano, projeção para Selic 2021
15 Jun 2020
A projeção para a contração da economia brasileira neste ano chegou a 6,51% e o mercado passou a ver a taxa básica de juros mais baixa em 2021.
Exportações do agronegócio mineiro crescem no período de janeiro a maio
10 Jun 2020
Puxado pelo desempenho recorde registrado em maio, valor alcança US$ 3,45 bilhões. Agronegócio contribui com mais da metade do saldo da balança comercial mineira.
www.investbras.com.br
Contato
Fone: (34) 3832-0300
Rua Cesário Alvim, 1342 – 2º Piso, Sala 3
Centro - Patrocínio-MG
CEP 38740-040
Notícias sobre:
Investbras
Agente Autônomo de Investimentos

Ouvidoria Terra Investimentos
0800 940 0406